Poesia

Poesia

José Fernandes de Lemos, mais conhecido por Fernando Lemos (Lisboa 1926 – S. Paulo 2019), foi um artista plástico ligado ao movimento surrealista, destacando-se particularmente no universo da fotografia, apesar de ter trabalhado em diferentes ofícios. Estudou na Escola António Arroio e frequentou Pintura na Sociedade Nacional de Belas Antes, ambas em Lisboa. Definiu-se numa fase inicial como surrealista destacando-se a Pintura, o Desenho, a Fotografia e a Poesia, nos quais enfatiza a Liberdade.
A sua incursão pela escrita poética pode ser lida neste livro publicado no ano da sua morte que reúne a sua poesia e outros documentos.


A propósito Valter Hugo Mãe refere: “o poeta é testemunha da normalização do anormal, depositando na arte algo que lhe será sempre maior: a humanidade enquanto oportunidade de certo absoluto.”

 

“[…]
Para viver sem letras a mobilidade
sinal e rua em dever da circularidade
só se iguala no nu da pedra
à sua água assim o equilíbrio
fala

Liberdade”

Ler Mais
  • Local Biblioteca da Fundação Cupertino de Miranda

Notas

 

Informação do Catálogo:

 

Lemos, Fernando, 1926-2019
Poesia / Fernando Lemos. - Porto: Porto Editora, 2019. - 421 p.; 20 cm. - (Elogio da sombra;6). - Coordenação da coleção Valter Hugo Mãe. - Edição com apoio da Fundação Cupertino de Miranda. - ISBN 978-972-0-03210-2.
Poesia -- Séc. 20-21 / Literatura portuguesa -- Poesia -- Portugal / Surrealismo / Mãe, Valter Hugo
35-D-45