Temporárias

Isabel Meyrelles - como a sombra a vida foge - Encerrada

No cumprimento das recomendações da Direcção-Geral da Saúde (DGS) e tendo em conta a implementação do Plano Nacional de Preparação e Resposta à Doença por novo Coronavírus (COVID-19), a Fundação Cupertino de Miranda informa que encerrará ao público todos os seus espaços a partir de dia 11 de março, até informação em contrário.

Isabel Meyrelles (Matosinhos, 1929), poeta, tradutora, escultora e criadora de objetos e sonhos surrealistas. Estudou Escultura no Porto e mais tarde em Lisboa.
Por Lisboa fez amizade com Mário Cesariny, Cruzeiro Seixas, Natália Correia, entre outros nomes relevantes da literatura e das artes. Em 1950 partiu para Paris onde continuou os estudos na Universidade Paris-Sorbonne em Literatura e Belas Artes. 
Esta exposição abrange todas as fases do seu percurso artístico, destacando-se a influência surrealista e a admiração pela ficção científica e pelo fantástico.
Após 15 anos desde a última exposição de Isabel Meyrelles na Fundação Cupertino de Miranda apresenta-se agora uma exposição muito mais ampla e diversificada de homenagem à artista que contribuiu também para o nascimento do Surrealismo na coleção da Fundação, a par de outros nomes importantes do Surrealismo Nacional e do seu irmão João Meireles – colecionador e Presidente da Fundação Cupertino de Miranda de 1988 a 1991.

 

Ler Mais
  • Local Fundação Cupertino de Miranda
  • Data 15 de novembro de 2019 a 14 de março de 2020